domingo, 28 de novembro de 2010

DOS DESTINOS INTERROMPIDOS



"Se não for hoje, um dia será.
Algumas coisas, por mais impossíveis
e malucas que pareçam,
a gente sabe, bem no fundo,
que foram feitas pra um dia dar certo."

(Caio Fernando Abreu)

Assim diz meu querido Caio, e eu começo a me perguntar se realmente isso tudo faz sentido.
Não gosto de ficar pensando muito se não piro!
O fato é que há um tempo vinha dizendo que o amor era isso, que o amor era aquilo, que ninguém ama duas vezes...
... começo a achar que existem diferentes formas de amar, e que precisajmos desmistificar os príncipes encantados em cavalos brancos que criamos na nossa mente.

Eles existem sim, estão por toda a parte, mas quem garante que a Ariel nunca brigou com o Príncipe Filipe, e que em uma de suas brigas ela não passou na cara dele que deixou de ser sereia e virou humana por causa dele??
E a Cinderela, acostumada a trabalhar tanto será que foi realmente feliz para sempre no seu castelo ficando de papo pro ar ??
Não sei...
Sei que hoje fazendo uma retrospectiva da minha vida, entendi que até o primeiro príncipe encantado que me apaixonei virou sapo um dia e depois voltou a ser príncipe de novo (vai entender.. rssss)

Na verdade eu resolvi baixar a guarda das muralhas do meu castelo (um castelo de areia que construi), onde meu príncipe EXcantado montou no cavalo branco e voador pra comprar cigarro há 3 anos atrás e nunca mais voltou, e deixei que as pessoas começassem a se aproximar.

Depois que baixamos a guarda vem príncipe de tudo quanto é lado, cabe a você Branca de Neve ser seletiva. Não é sair por aí provando toda maçã que aparecer, mas pode observar a beleza que cada uma tem e escolher a que mais se adequar ao seu momento, aquela que realmente valer a pena pra não acabar morrendo envenenada...

É gente demora mas tudo tem cura!! (nem acredito que to falando isso :S)
Vinha trabalhando nisso já há um tempo, e a maior burrice de uma mulher é começar uma relação pra esquecer outra, pensamos que é teoria mas não é!

Bom mesmo é ficar um tempo sozinha se conhecendo, não mata não gente... o auto-conhecimento é bom, amigos e viagens servem TAMBÉM para nos ajudar quando a carência bater e der vontade de namorar por namorar só pra dizer que tem alguém.
NÃO FUNCIONA!

Fiquei 1 ano solteira e digo que foi a melhor coisa que fiz...
Mas de um pensamento não abro mão, o de que só devemos de fato entrar de cabeça em uma relação quando estamos totalmente curados do que nos magoou.
E o mais importante, ESPERAR...
... a doce espera vale a pena pois a vida nos prega peças.

Não existe lugar certo, momento certo, hora certa, dia certo (embora novembro seja um mês LINDO)... o amor simplesmente aparece e acontece quando tem de acontecer.
Bom mesmo é nunca deixar de acreditar nele e baixar a guarda quando se sentir segura pra isso.

O muro é normal, principalmente quando tivemos nosso coração partido em mil pedaços. O que digo para as minhas amigas que tiveram seu coraçãozinho machucado??
Cuidem dele, se fortaleçam, esbanjem auto-confiança (mesmo morrendo de medo), sorriam muito, se permitam conhecer primeiro para enfim se deixarem ser conquistadas.

Quero estar errada quando disse que só amamos uma vez na vida, quero poder postar aqui daqui um tempo de que o amor acontece sim 1, 2, 3 ou quantas vezes nos permitirmos.

Amores em suas variadas e diferentes formas...

Termino com uma frase de Guimarães Rosa que amo:
"O que tem de ser tem muita força"

Boa semana pra todos!!!

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

DO QUE É BELO

"Ela era bonita.
Mas não era bonita e só -
como a maioria dos bonitos,
ela era bonita e tinha muitas
outras coisas na bagagem."
[CFA]
...

Ela tinha um punhado de estrelas
cada uma com um sonho
com um desejo...

terça-feira, 16 de novembro de 2010

DESCONTINUISMO AMOROSO




SEMPRE FALAM DE AMOR, E É ASSUNTO PRA UMA BIBLIOTECA. HOJE DE MANHA ACORDEI COM ESSA EXPRESSAO NA CABEÇA, ACHO QUE PELO QUE VEJO, ESCUTO E TAMBEM O QUE APRENDI. FALO ISSO COM CERTA TRISTEZA, PORQUE QUEM NÃO GOSTA DE IDEALIZAR O AMOR COMO SENTIMENTO MÁXIMO E SUPREMO? E DEVE REALMENTE SER, MAS NA PRÁTICA NÃO VEJO ACONTECER.

ACHO QUE A NOSSA GERAÇÃO, INCLUINDO ALGUMAS ANTES E OUTRAS QUE VIRÃO, NÃO ESTA PRONTA PARA O AMOR, MAS PARA A PAIXÃO. A PAIXÃO SIM É O SENTIMENTO QUE REINA HOJE, POIS ELA ANTECEDE O AMOR, QUE ANTECEDE O SOFRIMENTO. NINGUÉM QUER SOFRER, MAS O AMOR QUASE QUE INEVITAVELMENTE ESTÁ LIGADO A ELE, E SOBRA PRO COITADO DO AMOR A TAREFA MAIS ÁRDUA DO RELACIONAMENTO. VEJAMOS:

A PAIXÃO LEVA PARA O CINEMA DE MAOS DADAS SEM QUERER DESGRUDAR; O AMOR LEVA PARA O CINEMA PARA NÃO ESQUECERM QUE NÃO DEVEM SE DESGRUDAR!

A PAIXÃO LEVA PARA JANTAR E QUALQUER PAPO EH INTERESSANTE; O AMOR LEVA PARA JANTAR PARA SE CONVERSAR SOBRE COMO MANTÊ-LO VIVO!

A PAIXÃO É SEM LIMITES; NO AMOR O LIMITE DE UM TERMINA ONDE COMEÇA O DO OUTRO!

A PAIXÃO TRAZ O SEXO COMO PRATO PRINCIPAL; NO AMOR O SEXO PRECISA DE MAIS TEMPERO PARA NÃO SE ENJOAR!

A PAIXÃO SONHA; O AMOR PLANEJA!

A PAIXÃO É ALEGRE; O AMOR TEM QUE SER FELIZ! E POR AÍ VAI...

SIM, POR SER UM SENTIMENTO MAIS NOBRE, O COITADO DO AMOR LEVA TODAS AS DESCARGAS DA PAIXÃO PARA SURGIR, AFINAL ELE TEM QUE SER MAIS PACIENTE E CALMO; COMPREENSIVO E RENUNCIANTE... OU SEJA, TUDO QUE A PAIXÃO NÃO EXIGE. E NOS TEMPOS DE HOJE, ONDE TODOS BUSCAM FELICIDADE IMEDIATA E INTENSA, AS PESSOAS SE DEPARAM COM TODAS AS DIFICULDADES QUE É DE SE CONVIVER COM O AMOR. SE PROCURO AO MEU REDOR, VEJO POUQUISSIMAS PESSOAS QUE SOUBERAM VIVER E CONVIVER COM ELE, E GERALMENTE PESSOAS MAIS VELHAS, NOS DEMAIS CASOS, UM, DOIS ATE CINCO ANOS SÃO SUFICIENTES PARA SUFOCAR O BICHINHO. NINGUEM CONSEGUE DAR CONTINUIDADE À ELE, PRINCIPALMENTE SE VIER UMA TEMPESTADE!!

AMOR MESMO SÓ DE MÃE ( E INFELIZMENTE NEM EM TODOS OS CASOS ) E O DE DEUS ( ESSE SIM É INCONDICIONAL ), MAS NÃO ME REFIRO A ESSE AMOR, MAS AO AMORENTRE CASAIS. VIVA A PAIXÃO! ABAIXO A DESCONTINUIDADE DO AMOR! E VIVA O AMOR, DESDE QUE APRENDAMOS A DIFERENCIÁ-LO DA PAIXÃO, PARA NÃO SAIRMOS AOS QUATRO CANTOS CHAMANDO TODO COMPANHEIRO(A) DE MEU AMOR!

PS: NÃO ESTOU FAZENDO APOLOGIA À PAIXÃO, SÓ ACHO QUE ELE ESTÁ PERDENDO SEU TRONO. ESPERO ESTAR ERRADO. SOU FÃ DO DOIS!!!!

Por Eduardo Calzerra

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Do ser "inteiro"


"sê todo em cada coisa. " (f.p)
...

E se eu tivesse sido só metade,
conseguiria chegar onde cheguei?
Ta certo que ainda há muito que
conquistar, mas por vezes me
pego pensando nesse pequeno
trechinho de f.p...
E será que ser assim tão
extremista é bom?
O fato de não existir meio termo,
de ser isso mesmo: "todo em cada coisa"
Tão todo em tudo que faltam
horas no dia pra fazer tudo o que
eu queria.
E a cobrança?
Sim é o lado ruim...
não dos outros (até é um pouco também)
... mas de mim mesma.
Por querer ser inteira em cada
pequena coisinha, sei que acabo
não cabendo em alguns espaços
que na verdade, esses sim
eu deveria ser inteira e não metade.

R.Guimarães

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

SOBRE AS QUEDAS


"Já tive torres internas que foram ao chão.
Torres altas demais para mim,
torres que nem chegaram a ficar concluídas
(as de dentro nunca se concluem),
torres que me exigiram esforço
e que me deram prazer, até que alguém,
com uma frase, ou com um gesto,
as fez virem abaixo.
Tinha gente dentro, tinha eu."

(Martha Medeiros)

domingo, 7 de novembro de 2010

Sobre a DESconstrução dos sentimentos


Melhor do que estar
é ser.
E sei também
que alguns elos são
insubstituíveis.
Mas a partir de hoje
vou DESconstruir
as crenças
os sonhos
a imagem
os sentimentos.
E estou pela
primeira vez
feliz, serena
e aliviada.
Em saber que
a lei da reciprocidade
já não é mais a mesma
há muito tempo.

R.Guimarães

Vanessa da Mata - "O Tal Casal" - webclipe oficial



Nova, linda e simplesmente A MINHA CARA!!!

Do direito de GRITAR






"Porque há o direito ao grito.
Então eu grito."

[Clarice Lispector]

sábado, 6 de novembro de 2010

SOBRE A ARRUMAÇÃO DAS COISAS


Ontem minha prima postou uma mensagem
linda do padre Fábio, que entre tantas coisas
falava dos cuidados que devíamos ter em relação
a algumas coisas.
Várias passagens se encaixam com alguma coisa
que vivi recentemente.
Mas nada se compara a este trecho:
"...Cuidado com os invasores do seu corpo...
eles não costumam voltar para ajudar a consertar a desordem... "

Bom falando um pouco dos tais invasores
que chegam e deixam rastros desastrosos,
esses sim que deixam tudo bagunçado
pra gente arrumar sozinha...

Se eu tivesse lido isso há alguns meses
talvez não tivesse sequer os deixado
chegar perto da porta da minha vida (será?).
Mas agora já foi!

Hora de pegar uma vassoura e uma pá,
varrer tudo, colar os caquinhos que der
pra colar e seguir em frente..

Até hoje desconheço alguém que tenha
morrido devido a bagunça que esses
tais invasores deixam.

E eu então que não nego a origem
e o significado do meu nome,
to sempre morrendo e renascendo.

O difícil disso tudo, é que cada vez
que morro por dentro, volto com
um pedaço faltando.
Nunca consigo voltar inteira...

Mas ainda assim prefiro ser assim,
do que viver de faz de conta ou muitas
vezes nem de faz de conta viver.

No livro da minha vida sou eu quem escrevo
e só me acontece o que eu permito.

Se deixei os tais invasores bagunceiros
entrarem, é porque os queria por aqui
é porque precisava aprender mais
alguma coisa.

Nem que fosse aprender a me amar mais...

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

DAS MINHAS ANDANÇAS TORTAS






"As pessoas têm medo das mudanças.
Eu tenho medo que as coisas nunca mudem."
(Chico Buarque)











Assim diz Chico e concordo com ele.
O que há de tão assustador na mudança??

Mudar de atitude...
...de casa,de amor,de rotina,de trabalho
de cidade, de VIDA!

As escolhas somos nós que fazemos.
Robert Frost em um de seus poemas,
fala sobre as estradas, sobre a
as escolhas dos caminhos.
O trecho que mais me chama
atenção é assim:
"Two roads diverged in a wood, and I—
I took the one less traveled by,
And that has made all the difference."

As pessoas tem medo de percorrer
os caminhos diferentes e desconhecidos
pelo medo de arriscar...

... eu então penso como Chico e Frost
nas citações acima.
Tenho medo de NÃO arriscar e por
consequência não ver as mudanças
maravilhosas acontecendo na minha vida.

Enquanto tiver essa vontade de viver,
vou percorrer estradas menos trilhadas,
vou cair e levantar, vou furar o pneu e não
ter ajuda porque não tem ninguém por
perto... eu simplesmente vou continuar
tentando fazer a diferença em tudo
o que faço.

Não quero cometer o terrível erro
de olhar pra trás e me dar conta de
que não arrisquei o suficiente...

... quero rir sozinha das coisas
que fiz, dos erros que cometi e
principalmente me orgulhar todos os
dias de ter escolhido o caminho
diferente do convencional e ter
feito toda a diferença.


segunda-feira, 1 de novembro de 2010

SOBRE A LEVEZA DO SER





"Meditei sobre as borboletas.
Vi que elas podem pousar nas flores
e nas pedras sem magoar as próprias asas."

Poeta Manoel de Barros









E foi na leveza do vôo das borbletas que aprendi a me preservar mais.
Foi justamente nessa leveza que aprendi que podemos principalmente
pousar nas pedras, sim as mais duras sem que saiamos machucados.
Mas foi machucando muito que aprendi a pousar com tal leveza a
ponto de deixar qualquer pedra estupefata.
E deixar as pedras assim estupefatas é que faz qualquer vôo valer a pena.
Fazer com que os outros acreditem em nós só depende primeiramente
da forma como acreditamos em nós mesmos.
Ousem borboletas...
Não tenham medo de pousar sobre as pedras mais irregulares e as
flores mais cheias de espinhos.
A leveza é o segredo e coloca qualquer pedra e espinhos abaixo com apenas
um vôo sutil...
R.Guimarães