segunda-feira, 1 de novembro de 2010

SOBRE A LEVEZA DO SER





"Meditei sobre as borboletas.
Vi que elas podem pousar nas flores
e nas pedras sem magoar as próprias asas."

Poeta Manoel de Barros









E foi na leveza do vôo das borbletas que aprendi a me preservar mais.
Foi justamente nessa leveza que aprendi que podemos principalmente
pousar nas pedras, sim as mais duras sem que saiamos machucados.
Mas foi machucando muito que aprendi a pousar com tal leveza a
ponto de deixar qualquer pedra estupefata.
E deixar as pedras assim estupefatas é que faz qualquer vôo valer a pena.
Fazer com que os outros acreditem em nós só depende primeiramente
da forma como acreditamos em nós mesmos.
Ousem borboletas...
Não tenham medo de pousar sobre as pedras mais irregulares e as
flores mais cheias de espinhos.
A leveza é o segredo e coloca qualquer pedra e espinhos abaixo com apenas
um vôo sutil...
R.Guimarães

Um comentário:

Claudia Helena disse...

Perfeito!!
Amiga, vc tem uma alma poeta!!
ME ensina com poesia a viver de concordância com o envangelho...
Vc talvez nem se perceba...mas vc fala do evangelho com sua poesia!! Pelo menos meu olhos assim vêem!!
AMo!
continue a escrever!!
Clau