segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Do ser "inteiro"


"sê todo em cada coisa. " (f.p)
...

E se eu tivesse sido só metade,
conseguiria chegar onde cheguei?
Ta certo que ainda há muito que
conquistar, mas por vezes me
pego pensando nesse pequeno
trechinho de f.p...
E será que ser assim tão
extremista é bom?
O fato de não existir meio termo,
de ser isso mesmo: "todo em cada coisa"
Tão todo em tudo que faltam
horas no dia pra fazer tudo o que
eu queria.
E a cobrança?
Sim é o lado ruim...
não dos outros (até é um pouco também)
... mas de mim mesma.
Por querer ser inteira em cada
pequena coisinha, sei que acabo
não cabendo em alguns espaços
que na verdade, esses sim
eu deveria ser inteira e não metade.

R.Guimarães

Um comentário:

Roberta Lima disse...

Lindo isso!

Me identifiquei muito!