terça-feira, 12 de outubro de 2010

SOBRE A ARRUMAÇÃO DAS COISAS




Há alguns dias minha prima postou uma mensagem
linda do padre Fábio, que entre tantas coisas
falava dos cuidados que devíamos ter em relação
a algumas coisas.
Várias passagens se encaixam com alguma coisa
que vivi recentemente.
Mas nada se compara a este trecho:
"...Cuidado com os invasores do seu corpo...
eles não costumam voltar para ajudar a consertar a desordem... "

Bom falando um pouco dos tais invasores
que chegam e deixam rastros desastrosos,
esses sim que deixam tudo bagunçado
pra gente arrumar sozinha...

Se eu tivesse lido isso há alguns meses
talvez não tivesse sequer os deixado
chegar perto da porta da minha vida (será?).
Mas agora já foi!

Hora de pegar uma vassoura e uma pá,
varrer tudo, colar os caquinhos que der
pra colar e seguir em frente..

Até hoje desconheço alguém que tenha
morrido devido a bagunça que esses
tais invasores deixam.

E eu então que não nego a origem
e o significado do meu nome,
to sempre morrendo e renascendo.

O difícil disso tudo, é que cada vez
que morro por dentro, volto com
um pedaço faltando.
Nunca consigo voltar inteira...

Mas ainda assim prefiro ser assim,
do que viver de faz de conta ou muitas
vezes nem de faz de conta viver.

No livro da minha vida sou eu quem escrevo
e só me acontece o que eu permito.

Se deixei os tais invasores bagunceiros
entrarem, é porque os queria por aqui
é porque precisava aprender mais
alguma coisa.

Nem que fosse aprender a me amar mais...

R.Guimarães

Nenhum comentário: